top of page

R11 - SEMEADURA DIRETA


Descrição: Técnica indicada para áreas desmatadas e dominadas por capim. Trata-se de colocar diretamente as sementes no solo e propiciar boas condições para a germinação. Necessário coletar grande quantidade de sementes e espécies, pois nem todas germinam.


Como fazer: Via semeadura em linha, semeadura em área total ou semeadura em covas. Vamos descrever a semeadura em linha.

  • Preparo do solo: roçar o capim em área total. Depositar a palhada sobre o solo na entrelinha e após a semeadura na linha. Sulcar o terreno a pouca profundidade.

  • Seleção de sementes: é necessário testar. Opte por sementes grandes: jatobá-do-cerrado, baru, caju, tingui, cagaita, peroba, copaíba, tamboril-do-cerrado, ou médias: ipês, aroeira, gonçalo-alves, paineira-do-cerrado, lobeira, angico e carvoeiro. Estas germinam melhor.

  • Arranjo de sementes: plantio heterogêneo com espécies herbáceas, arbustivas, arbóreas. As espécies arbustivas e herbáceas crescem rapidamente ocupando o solo, evitando que espécies exóticas ocupem o espaço, enquanto as arbóreas crescem abaixo delas e são mais lentas.

  • Germinação média das sementes do cerrado: é baixa, 20% após 1 ano.

  • Espaçamento entre sementes: 20cm. Para serem desbastadas em um futuro próximo.

  • Espaçamento entre sulcos: sugere-se entre 3 a 4 metros.

  • Semeadura: depositar as sementes no solo e cobrir levemente, ou apenas apertar contra o solo. Utilizar palhada (cobertura morta) ou plantas agrícolas de ciclo curto pode evitar a dessecação das sementes e plântulas, aumentar umidade do solo e inibir plantas espontâneas.

  • Adubação: não recomendável.

A Embrapa produziu uma cartilha que oferece todos os detalhes dessa técnica.

Vale conferir! (imagem acima)


Equipamentos necessários: Trator com sulcador, enxada.


Época de realização: Início das chuvas (novembro).


Monitoramento: Fazer parcelas de 1m2, fazer a contagem da germinação e quantificar a diversidade de espécies. Amostrar 10% da área.


Indicadores: Formação de alta densidade de plantas do cerrado e com diversidade. O crescimento das arbustivas e herbáceas é acelerado. Em poucos meses ela atingem seu porte e produzem flores e sementes.


Serviços Ecossistêmicos: Aumento da biodiversidade, proteção do solo, aumento dos polinizadores, proteção das águas, oportunidades de uso de plantas do cerrado que são uteis (frutos, plantas medicinais); produção de agrícolas anuais.



18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page