!-- Google Tag Manager (noscript) -->
top of page

R2 - CERCAMENTO/ISOLAMENTO

Descrição: Esta técnica contribui para a condução da regeneração natural e serve para eliminar fatores de perturbação. Se a área é vizinha de pastos, a cerca deverá ser construída. Mas se as áreas vizinhas são formadas por lavouras, não há necessidade de cercar; apenas manter isolamento e garantir que não ocorram interferências no local.


Como fazer: Existem muitos tipos de cerca, e a escolha depende da sua função; no nosso caso, evitar invasão animal. Para tal, a cerca deve ter pelo menos 5 fios esticados, que podem ser de arame liso ou farpado. A estrutura de sustentação que fica nas extremidades é chamada de canto-esticador, e deve ser bem reforçada a fim de garantir a força necessária para manter a cerca esticada. Segue uma receita de cerca indicada para conter gado de corte.

Itens

Arame Farpado

Arame liso ovalado

Mourões

2,20m

2,20m

Balancins

1,5

1,5 a 2,0

Arames

5 a 6 fios

5 a 6 fios

Estiradas

200 a 250 m

500 a 1000m

Nas imagens abaixo, são mostrados dois modelos de construção de um canto esticador.


Equipamentos necessários: Cavadeira, enxada, alavanca, socador, motosserra, machado, formão, metro, trena, arco de pua, furadeira, batedor para mourão, alicate, torques, martelo, chave de aramar, esticador de catraca, máquina de esticar, alicate griple.


Técnica de monitoramento: O monitoramento é feito através do comparativo de fotos tiradas periodicamente, além de entrevistas com o responsável pela ação para identificar o sucesso na mitigação dos riscos.


Indicadores: Avaliar anualmente o histórico de invasão no local, classificando a sua frequência em Ausente/Baixa/Média/Alta.




8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page