!-- Google Tag Manager (noscript) -->
top of page

UFU e CCA firmam parceria em projeto para análise de indicadores de qualidade do solo

Atualizado: 11 de jul. de 2023

União de pesquisa e práticas agrícolas têm como foco fortalecer as estratégias de Agricultura Climaticamente Inteligente (ACI) com vistas à resiliência climática.


Por ASCOM CCA


Patrocínio e Monte Carmelo-MG, junho de 2023. Recentemente, o Consórcio Cerrado das Águas (CCA) firmou parceria com a UFU – Universidade Federal de Uberlândia, campus Monte Carmelo, para avaliação de indicadores biológicos da saúde do solo em áreas com manejo conservativo e de vegetação nativa em propriedades PIPC (Programa de Investimento no Produtor Consciente), que desenvolvem estratégias indicadas pelo CCA.

A metodologia PIPC foi desenvolvida pelo CCA e sua área de atuação compreende 73 propriedades, com 57 produtores PIPC localizados em bacias hidrográficas de Patrocínio, Serra do Salitre e Coromandel, somando 37 estratégias de Agricultura Climaticamente Inteligente (ACI) indicadas.



Pela existência desta metodologia e pelos resultados alcançados, a parceria com a UFU encontrou meios facilitados para unir pesquisa e prática para implementar alternativas de manejo agrícola que aumentem a eficiência dos recursos naturais e a produtividade, de forma a tornar a atividade agrícola resiliente aos efeitos das mudanças climáticas, reduzindo as emissões de gases de efeito estufa, proposta alinhada ao que direciona a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) em 2010, como explica o Pesquisador e Professor, Dr. Edmar Isaias de Melo do Instituto de Química da UFU.


“Essa parceria pública privada que surgiu entre a Universidade Federal de Uberlândia e o Consórcio Cerrado das Águas estabelece ações no sentido de avaliar o solo com variáveis que não são convencionalmente monitorados quando se trata da nutrição da cultura, ou seja, devemos avaliar o solo considerando as engrenagens física, química e biológica, para os quais as variáveis propostas no projeto serão norteadas e executadas por alunos envolvidos no projeto de pesquisa”.


O caminho escolhido para alcance desses objetivos, consiste em avaliar atributos do solo que estejam relacionados principalmente à contribuição biológica para qualidade e valoração da fixação de carbono no solo.


As atividades propostas no projeto fomentarão resultados referentes a variáveis de solo que ajudarão no diagnóstico da qualidade deste nas propriedades participantes do PIPC, bem como na tomada de decisão para realinhamento de práticas agrícolas de Agricultura Climaticamente Inteligente. Este trabalho também poderá ampliar o campo de atuação dos graduandos dos cursos de Agronomia e Engenharia Florestal do campus da UFU em Monte Carmelo, no que se refere ao monitoramento da qualidade de solo que potencializem as práticas agrícolas climaticamente inteligentes, o que contribuirá para o perfil de formação desses futuros profissionais.


Projeto em ação

O projeto foi iniciado em abril e será concluído em fevereiro de 2024. Serão avaliadas, conforme variáveis e metodologias estabelecidas, um total de 360 amostras de solo compostas de 180 amostras coletadas no início do período chuvoso e outras 180 amostras coletadas ao final do período chuvoso e todos os resultados serão submetidos à análise de variância, testes estatísticos e gráficos construídos por meio de utilização de software de código aberto.


A primeira coleta de solo aconteceu no dia 06 de maio e reuniu pesquisadores da UFU do campus de Monte Carmelo e analistas técnicos do CCA, promovendo a troca de experiências e o aumento do conhecimento sobre as estratégias de ACI. Para o Consórcio Cerrado das Águas, esta parceria chega em um momento oportuno e as expectativas são as melhores possíveis. Atualmente o projeto está na fase de execução dos procedimentos para análise e em breve os resultados da primeira coleta serão apresentados. A partir disto, o CCA avaliará, de acordo com os resultados, o ajuste das estratégias de ACI para os produtores integrantes do PIPC.


“Estamos no caminho de construir indicadores para olhar para o solo, e entender a relação da qualidade do solo quanto às estratégias ofertadas aos produtores, pelo CCA se essas estavam promovendo melhoria ou não, conforme variáveis que serão avaliadas nas atividades do projeto em questão. Essa parceria, que será de extrema importância para identificar e quantificar esses indicadores de qualidade, em consonância com o trabalho já executado pelo Consórcio, o qual é uma plataforma colaborativa que engloba empresas da cadeia produtiva do café, agregando conhecimento e replicando para toda a cadeia. O CCA preza muito pelo relacionamento com a comunidade científica, para embasar nossas ações, trazendo soluções efetivas, respostas e elucidando questões que nós ainda temos questionamentos sobre efetividade e aplicabilidade. Assim, a parceria estabelecida acontece no sentido de buscar respostas poderão nortear os nossos futuros passos”, considera Fabiane Sebaio, Secretária Executiva do Consórcio Cerrado das Águas.



Sobre o CCA

Criado em 2015, em Patrocínio - MG, o Consórcio Cerrado das Águas tem como objetivo agregar esforços para a implementação de estratégias que garantam a provisão de serviços ecossistêmicos a fim de alcançar um sistema produtivo resiliente às mudanças climáticas. =

A iniciativa possui como membros associados as seguintes empresas: Nescafé, Expocaccer, Nespresso, Lavazza, Cooxupé, CofCo, Volcafé, Stockler, Daterra, Federação dos Cafeicultores do Cerrado e CerVivo. Além disso, a plataforma possui os parceiros-chaves como Prefeitura de Municipal de Serra do Salitre e Prefeitura Municipal de Coromandel.

Saiba mais acessando: http://cerradodasaguas.org.br

_____________

Informações para a imprensa:

Assessoria de Comunicação CCA

Polliana Dias

(34) 98818-7718

27 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page